Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 15 de maio de 2017

 

O PRAZER E A FALTA NA VIDA HUMANA

Era uma vez um menino que sempre pedia chocolate ao seu pai.

O pai, um homem honesto, sensato e inteligente, quase nunca dava chocolates, doces ou outras besteiras ao filho. O pai sempre dizia:

“Meu filho, chocolate faz mal. Você está numa fase de crescimento. Você pode não sentir agora, mas se eu toda hora te der chocolates, doces, etc, quando crescer você poderá ter vários problemas de saúde e até mesmo ficar doente.”

O filho não entendia e nem dava bola para isso. Desejava apenas o chocolate, pois era bom, era agradável e ele se sentia muito bem quando comia. O filho ficava insistindo e sendo muito chato com o pai. Toda hora pedia chocolates, doces e muitas besteiras em sua alimentação. O pai dizia:

“Filho, mais uma vez te explico. O melhor é você ter uma alimentação saudável, rica em nutrientes, para que no futuro você se torne um adulto sadio, forte, com um organismo puro, livre de doenças e assim possa viver bem e feliz. Crianças que comem muitos doces crescem intoxicadas, não são saudáveis, contraem doenças, vivem mal, cansadas e sem energia. Um organismo puro, livre desses malefícios alimentares, vai te fazer viver bem nas décadas seguintes da sua vida.”

O pai manteve a disciplina alimentar do filho, apesar das reclamações. Assim, a criança cresceu e se tornou um adulto saudável e feliz, graças aos cuidados do pai com sua alimentação. O menino, agora adulto, agradeceu ao seu pai por não ter lhe satisfeito seus desejos, mas sim por ter lhe dado aquilo que era melhor para ele, observando sempre tudo com uma visão mais ampla dentro de uma perspectiva maior da vida.

Os seres humanos são semelhantes a crianças que pedem chocolates, doces e outras besteiras a Deus. A grande maioria pede conforto, estabilidade e prazer. Pedimos sempre facilidades e agrados que geram contentamento, ao invés de encarar as provações mais difíceis para nos purificar e vivermos saudáveis do ponto de vista espiritual. As pessoas não entendem que a renúncia de hoje é a felicidade de amanhã. É certo que o ser humano aprende e cresce muito mais com a falta do que com o ganho, desenvolve-se muito mais com a ausência do que com a fartura. Hoje você pode desejar prazer, conforto e facilidades, mas daqui pra frente isso lhe cobrará um preço. Aquele que aceita as provas e vive bem com as renúncias da vida material conquista uma purificação que lhe trará a felicidade futura na vida espiritual. Vamos lembrar de Jesus quando nos ensinou sobre a “porta estreita”, que é a porta da salvação da alma. Ao contrário do caminho espaçoso, cheio de facilidades e conforto, que nos leva a perdição de nosso ser.

Dessa forma, sempre que estiver atravessando um período de ausências, de vacas magras, de escassez, de muita privação, onde tudo falta, agradeça a Deus, pois é esse o momento em que você começa a se tornar mais saudável, mais puro, mais límpido para viver feliz a vida plena na eternidade do espírito.

“Entrai pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que levam à perdição, e muitos são os que entram por esse caminho. Porque estreita é a porta e difícil o caminho que conduzem à vida, apenas uns poucos encontram esse caminho! Pelo fruto se conhece a árvore.” (Mateus 7, 13)

(Hugo Lapa)

Tratamento espiritual de vidas passadas a distância

portaldoespiritualismo@gmail.com

Read Full Post »