Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 8 de janeiro de 2019

 

DEUS NÃO TEM QUE TE SERVIR

Somos espíritos que tivemos nossa origem em Deus. Como tudo é Deus, Deus é a causa primária de todas as coisas.
O natural seria todos os espíritos trabalharem para Deus, viverem para Deus… e servirem a Causa Primária de todas as coisas. O objetivo dos espíritos é melhor servirem a harmonia do cosmos, trabalharem para a inteligência suprema que rege tudo, pois somente assim seremos felizes.
Mas o ser humano atual inverteu essa ordem natural. Ao invés dele trabalhar para a Causa Primária e buscar servir a Deus, ele pensa em como Deus pode servi-lo. Sim… o ser humano não pensa em trabalhar para Deus; ele pensa nos meios de como Deus pode servir a ele, simples mortal.
O ser humano faz da Causa Primária a sua serva, para satisfazer todos os seus desejos mesquinhos. Pensar que Deus vai servi-lo é algo tão egoísta que tem o poder de nos degradar e nos rebaixar ao nível da lama do sofrimento.
Vamos parar com esse absurdo de acreditar que Deus deve nos servir… Nós é que devemos servir a Deus, servir ao cosmos, servir ao infinito e entrar em harmonia com toda a criação. Somente quando começarmos a trabalhar para o eterno é que seremos infinitamente felizes.

(Hugo Lapa)

Read Full Post »

Sua vida deve ser livre

 

SUA VIDA DEVE SER LIVRE

Você pode ter uma família… só não pode fazer da sua família tudo o que você tem.

Você pode ter muito dinheiro… só não pode fazer do dinheiro a sua vida, acreditando que você precisa ter dinheiro para viver bem.

Você pode viver um casamento… só não pode acreditar que o casamento é a sua vida.

Você pode buscar sucesso profissional, só não pode acreditar que o sucesso profissional vai te fazer feliz.

Podemos ter uma coisa… só não podemos acreditar que precisamos dessa coisa para continuarmos vivendo em paz.

Conviva com as coisas e as pessoas… mas não faça delas a sua vida.

A sua vida é a sua vida, a vida delas é a vida delas. Cada um vive a sua vida… e cada qual deve ser feliz sem viver pelo outro ou dependendo de algo ou alguém.

Sua vida deve ser livre… não crie dependências que depois te farão sofrer.

(Hugo Lapa)

Tratamento espiritual de vidas passadas à distância

portaldoespiritualismo@gmail.com

Read Full Post »

Morrer em paz

 

pag179

 

MORRER EM PAZ

Uma das coisas mais importantes que você pode fazer nessa vida é se preparar para morrer em paz. Sim, morrer em paz é muito, mas muito mais importante do que você pensa.

A pessoa que não morre em paz leva todas as preocupações para o plano espiritual e, assim, fica sofrendo, fica mal, fica atormentada, fica carente, fica vazia. Morrer em paz é um dos maiores benefícios que você pode outorgar a você mesmo, pois carregar pesos emocionais após a morte pode muitas vezes ser um sofrimento terrível.

Como então morrer em paz? A primeira coisa é compreender que a morte pode chegar a qualquer momento. Como diz a sabedoria popular: para morrer, basta estar vivo. Aquele que fica vivendo como se fosse morrer bem velhinho, num leito de morte, após mais de 100 anos, se engana imensamente. Este se engana, pois a morte é uma incógnita. Não sabemos quando a foice da morte virá ceifar nossas existências. Por isso, compreender que a morte pode bater a nossa porta a qualquer momento é o primeiro passo para morrer em paz e também viver em paz no plano espiritual, em um novo recomeço.

A segunda decisão para se viver em paz é parar de criar expectativas sobre a vida. Você tem algo que sinta que precise fazer amanhã? Quem fica dependente do amanhã, não consegue viver hoje e, por isso, não consegue morrer em paz. Não morre em paz porque acredita que deixou algo a ser feito. A expectativa de viver, de fazer, de experimentar, de realizar projetos, de viajar, de conhecer, de possuir, de ganhar dinheiro, etc, tudo isso nos amarra sobremaneira à existência material. Ficar planejando nossos passos, criando expectativas, ansioso por fazer e acontecer, prometer experimentar coisas, desejar casar, querer ter filhos, em suma, esperar de toda forma o amanhã para fazer algo, é entregar nossa vida à maré das circunstâncias e pedir para ser surpreendido pelo senhor da morte.

A pessoa que cria a ansiedade pelo amanhã, quando chega ao plano espiritual, fica sentindo que algo está lhe faltando, que deixou pendências, brechas. Ela fica ansiando pelas experiências que não ocorreram, e assim, vai ao plano espiritual com um buraco dentro de si, como se estivesse carente de algo que era para ser, mas não foi. Por exemplo, uma pessoa que deseja viajar pela Europa, mas desencarna antes da viagem. Assim que perde o corpo, ela continua ansiando por essa viagem; ela fica imaginando como teria sido, fica presa a expectativa de viajar, de conhecer os lugares que não conheceu… e essa ânsia pela experiência, essa expectativa de fazer o que não, vai atormenta-la por muito tempo. Ela não conseguirá ficar bem no plano espiritual pensando naquilo que deixou de fazer no plano terreno.

Outro ponto para se morrer em paz é a resolução de todas as nossas pendências humanas.
Você tem alguma pendência com alguém? Você ainda conserva alguma mágoa? Tem ódio de algo? Deixou de dizer algo que gostaria para alguém? O momento de fazer todas estas coisas é aqui na Terra, depois da morte não dá mais tempo. Por exemplo, dois irmãos brigaram durante anos e anos. Um tem mágoa do outro. Caso eles não resolvam essa pendência durante a encarnação, após a morte um deles pode ficar preso a Terra e preso a mágoa que tinha do irmão. Assim, ele pode ficar anos e anos ao lado do irmão tentando prejudica-lo, ou tentando mostrar ao irmão os erros que ele cometeu, e assim, se torna seu obsessor.

Outro exemplo extremamente comum: a mãe desencarna e fica presa na Terra tentando “ajudar” o filho a ser “alguém na vida”. Essa mãe acredita piamente que o espírito encarnado do filho precisa dela, caso contrário, ele ficará perdido e desorientado no mundo. Assim, caso ela morra preocupada com o filho, ela pode se tornar seu obsessor. Por isso, antes do desencarne, essa mãe precisa entregar seu filho a Deus e libertar-se de qualquer tipo de preocupação com ele. Estamos falando de relações humanas, mas essas preocupações ou pendências podem se dar em qualquer área. Por exemplo, uma pessoa muito preocupada com a política do seu país pode desencarnar e ficar preocupada com o futuro da nação, com os políticos “corruptos” que a estão governando. Essa pessoa precisa compreender que tudo tem um propósito e os políticos ditos “corruptos” estão no poder devido ao karma do povo. Por isso, não há com o que se preocupar, pois o povo vai viver exatamente o que ele precisa viver, assim como cada espírito encarnado vai viver as provas de que necessita para fazer sua evolução.

Algumas pessoas podem dizer: “Quando eu morrer, não importa mais, pois tudo já acabou mesmo”. Não é verdade. Esse pensamento é semelhante a viver a adolescência como se a fase adulta não fosse existir. Um dia a adolescência acaba e precisamos nos concentrar nos desafios da fase adulta, no trabalho, nos filhos, no casamento, nas exigências sociais, etc. Quem vive a adolescência como se a fase adulta não fosse nunca chegar, sem estudar e se dedicar a ficar bem quando adulto, pode não conseguir viver bem depois. O mesmo ocorre aqui na Terra, com aquele que não se prepara para a morte.

Outras perguntas importantes que você precisa se fazer: Você tem medo de deixar suas coisas aqui na Terra? Tem medo de deixar seus parentes, seus filhos, seu marido, seus pais, seus irmãos? Consegue deixar seus desejos aqui na Terra? Consegue se libertar deles? Tem alguma paixão? Você está esperando algo? Consegue abrir mão de tudo, para morrer em paz? Sim, é imprescindível abrir mão de tudo, de todo apego, de todas as preocupações, de todos os desejos, de toda a sede de vida, para que tenhamos a chance de morrer em paz. Na verdade, morrer em paz é uma das experiências mais sublimes e elevadas que os espíritos podem ter acesso na Terra. Morrer em paz é a certeza de uma vida de paz no plano espiritual e talvez do desabrochar das sementes da paz e da felicidade daqui para frente, durante toda a eternidade. Aquele que deixa suas expectativas na Terra, chega ao plano espiritual e sente um imenso vazio, uma sensação de que algo lhe está faltando e isso lhe corrói por dentro, isso nos atormenta e nos deixa entristecidos até a próxima existência.

Por isso, siga as diretrizes dessa mensagem… e a partir de agora, liberte-se de tudo, para que você possa viver a maravilhosa experiência espiritual de morrer em paz.

(Hugo Lapa)

Tratamento espiritual de vidas passadas à distância

portaldoespiritualismo@gmail.com

Read Full Post »