Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Personalidades Espirituais’ Category

Médium Kleber Aran

QUEM É O MÉDIUM KLEBER ARAN?

Kleber Aran Ferreira, chamado carinhosamente de Médium Aran, é um médium brasileiro que realiza curas espirituais ministradas pelos espíritos de luz. Médium Aran está há 17 anos realizando uma missão espiritual que foi planejada antes de sua encarnação. Como missionário de Deus, médium Aran atende uma média de 1000 pessoas em seus dias de atendimento. É presidente do Templo do Amor Supremo, um centro espírita cuja sede se localiza em Aracaju (Sergipe), mas que está presente em outras três capitais brasileiras: Maceió, Salvador e mais recentemente em São Paulo.

A infância do jovem Aran foi bem diferente das outras crianças e bastante conturbada. Desde a mais tenra infância ele já começara a manifestar, de forma ostensiva, as primeiras faculdades paranormais. O primeiro fenômeno verificado foi quando Aran, ainda com quatro anos de idade, começou a levitar três dedos acima da cama em que ele dormia. Seus pais apareceram em seu quarto nesse momento e constataram, muito assustados, o fenômeno da levitação.

De família evangélica, Aran desde cedo sofreu a incompreensão de muitas pessoas que conviviam com ele e principalmente dos seus colegas na escola. Desejoso de encontrar respostas para seus fenômenos, o jovem acabou se isolando um pouco do convívio social. O afloramento de sua mediunidade desde cedo já o permitia ver e falar com espíritos como se fossem pessoas normais presentes. Muitas vezes Aran enxergava o plano espiritual como se estivesse no plano físico. Para ele não havia uma fronteira bem definida entre os dois mundos, e sua consciência podia ir a um e a outro com uma certa facilidade. Essa abertura mediúnica lhe rendeu muitas dúvidas e incompreensões, que só viriam a ser resolvidas muitos anos mais tarde.

Ainda na infância, era comum que certos fenômenos paranormais e mediúnicos se manifestassem sem aviso prévio. Aran conta que em várias ocasiões ele subitamente perdia a consciência e desmaiava no chão, ficando deitado inconsciente sem qualquer reação. Nesse momento, ele se via saindo do seu corpo físico em corpo espiritual, um fenômeno que é conhecido como projeção astral no Espiritualismo e Experiência Fora do Corpo na Parapsicologia. Nesse estado de desdobramento, Aran estava em seu corpo astral e via frequentemente seu corpo físico deitado no chão com muitas crianças a sua volta observando. Não raro apareciam seres de luz em forma de crianças que vinham conversar com ele e lhe ajudar.

Em várias ocasiões os espíritos lhe disseram que ele precisava retornar ao corpo físico, pois não poderia ficar muito tempo nos planos espirituais. Aran, em sua inocência infantil, dizia que não queria voltar, pois, no plano espiritual, ninguém o discriminava, mas no plano físico, e principalmente em sua escola, ele era muito discriminado. As crianças viviam chamando-o de “anormal” por conta desses acontecimentos. Apesar de muitas vezes sentir-se sozinho e diferente, Aran recebia bastante assistência dos guias espirituais.

Dentre vários outros acontecimentos insólitos, outro fato que ocorreu com o jovem Aran lhe rendeu a proteção de uma de suas professoras, impressionada que estava com o caráter incomum de suas experiências. Certo dia, Aran começou a ver um homem ao lado de sua professora. Esse homem veio até ele e lhe revelou ser o pai da professora, e afirmou ter acabado de desencarnar. Aran comentou isso com a professora e ela disse que, caso ele não parasse com a brincadeira, ele seria colocado de castigo. Então, o pai recém-falecido pediu a Aran que transmitisse uma mensagem a sua professora. Ele disse: “Diga a ela que eu acabei de sair do plano físico, mas estou muito bem. Diga também que logo ela receberá a notícia do meu falecimento, mas diga a ela que está tudo bem comigo”. Após dizer isso a professora, Aran disse o nome completo do pai. A professora ficou espantada, pois jamais havia mencionado o nome de seu pai a qualquer aluno. Depois de aproximadamente 15 minutos, toca o telefone na secretaria da escola, e ela recebe a informação oficial da morte de seu pai. A partir desse dia, sua professora começou a lhe dar proteção contra o bullyng que Aran sofria dos seus colegas da escola.

Outro fenômeno que ocorreu com Aran, ainda jovem, foi durante seus banhos. No momento em que estava no chuveiro, a água que ficava espalhada pelo chão começava a se abrir a visão do rapaz. Nesse momento, era como se um “portal” psíquico se abrisse diante dele e várias cenas aleatórias começavam transpassar em sua mente, como se estivesse diante de uma tela de cinema. Aran teve visões de pessoas conversando em bares, pessoas na praia, pessoas em suas residências e toda uma série de cenas e situações que ele não conseguia compreender o significado.

Aqui vale ressaltar que a água sempre foi utilizada pelos místicos de várias épocas como um portal para a visão a distância, além da visão de eventos futuros. Alguns dizem que Nostradamos teria utilizado uma bacia de água para ter visões sobre o futuro da humanidade. Fenômeno semelhante a este ocorria durante a leitura de livros. Aran conta que as letras começavam a desaparecer e em seu lugar apareciam cenas do que posteriormente ele entendeu serem cidades espirituais, onde muitos espíritos viviam.

Como muitos outros médiuns que trabalharam e ainda trabalham pelo bem da humanidade, Aran recebia a visita noturna de muitos espíritos sombrios que vinham atormenta-lo. Durante a noite, ao se deitar para dormir, ele tinha visões muito claras de dezenas de entidades espirituais obscuras. Esses espíritos procuravam de todas as formas desequilibra-lo, principalmente por intermédio da irradiação de muitas energias negativas sobre ele. Esse era o momento mais difícil da vida do jovem Aran, pois era quando os espíritos trevosos apareciam e faziam de tudo para amendronta-lo, sempre com o objetivo de que ele desistisse da importante missão que, no futuro, ele iria desempenhar.

Ainda durante a infância e adolescência, Aran teve, por muitas vezes, sonhos repetidos com guerras e conflitos armados. Via cenas de destruições e guerrilha ocorrendo e se via como um dos personagens desses episódios. Ele via hospitais cheios de feridos de guerra, pessoas correndo, gritando, muita gente machucada, sangrando e em total desespero. Anos mais tarde Aran veio entender que esses sonhos eram recordações espontâneas de sua última vida passada, onde ele participou da primeira guerra mundial juntamente com o Dr. Adolf Fritz.

Na época Adolf Fritz era um médico do exército alemão que lutou ao lado de Aran na primeira guerra mundial. Foi lá que eles se conheceram e puderam conviver. Por conta de um forte karma gerado a partir de sua participação na guerra dessa vida passada, tanto o espírito do Dr. Fritz quanto o médium Aran, ambos decidiram, ainda no plano espiritual, que iniciariam uma missão que visava a regeneração da humanidade pela cura espiritual. Essa foi a forma que o mundo espiritual encontrou para a transmutação deste karma negativo da primeira guerra mundial que ambos tomaram parte. Através da mediunidade como instrumento de cura, Aran e o próprio espírito do Dr. Fritz estariam ajudando dezenas de milhares de pessoas e também amenizando o seu karma de guerra.

Atualmente o Médium Aran é um dos maiores médiuns do Brasil, ao lado de João de Deus. Sua obra é vasta e a quantidade das curas ministradas pelos espíritos é impressionante. Quem quiser saber mais pode acessar o site oficial:

Autor: Hugo Lapa

Atendimento com Terapia de Vidas Passadas

lapapsi@gmail.com

Read Full Post »

ATENDIMENTO COM A VIDENTE OU SENSITIVA CAMILA SAMPAIO

A captação anímica é uma forma de ajudar todos que precisam e não podem ser atendidos presencialmente em São Paulo.

Trata-se de uma técnica em que é possível o sensitivo captar vidas passadas do consulente, para harmonizá-las e tratá-las.

Na captação há amparo da equipe espiritual, mas quem faz o acesso é o captador – portanto, é uma atividade anímica, não mediúnica.

Para ajudar ao máximo todos que nos procuram, o trabalho é feito por Camila Sampaio cobrando uma taxa simbólica.

Após o depósito, basta enviar um e-mail com seu relato paracamilasampaio@yahoo.com.br

Você receberá um e-mail contando o que foi percebido e trazendo orientações dos amigos espirituais sobre seu caso.

Valor: 50 reais

Agende a sua fazendo o pagamento em nossa loja ou fazendo seu depósito na seguinte conta:

Itau
Agência
8363
Conta corrente 08620-1
Camila Chaves (Entre em contato se precisar do CPF)

Para pagamento por cartão, o mínimo é para duas harmonizações: 100 reais.

Seu pedido será respondido no prazo máximo de 48 horas.

Você pode repetir sua captação sempre que desejar, com intervalo mínimo de 1 semana.

Se desejar, é possível saber quantas vidas passadas você já viveu na Terra e quantas delas precisam de ajuda com harmonização.

Seja bem-vindo a esse trabalho de luz!

Read Full Post »

Dadi Janki

 

QUEM É DADI JANKI

Dadi Janki é uma ioguini indiana considerada pelo Instituto de Pesquisa Médica e Científica da Universidade do Texas como a “mente mais estável do mundo”.

Dadi Janki foi para a Universidade Espiritual Mundial Brahma Kumaris aos 21 anos de idade, dedicando-se durante 14 anos ao aprendizado espiritual. Em 1974 fez sua primeira viagem ao Ocidente. Posteriormente, teve encontros com líderes espirituais da envergadura de João Paulo II e Madre Tereza de Calcutá.

Depois de ser testada nas situações mais tensas e mesmo fazendo cálculos matemáticos, seu traçado eletroencefalográfico indicou a presença constante de ondas delta, as ondas cerebrais mais lentas e tranquilas, associadas ao relaxamento e a estados profundos. Dadi janki peregrina pelo mundo pregando a paz e a fraternidade.

A ONU lhe conferiu um título que a identifica como uma das “guardiãs da sabedoria” do mundo, muito raro de ser recebido, sendo condecorada durante a conferência “Cúpula da Terra”, em 1992, no Rio de Janeiro, Brasil. Janki difunde mensagens de paz e compreensão no mundo inteiro:

“Muito amor no coração por todos e nenhum apego por ninguém, tentar não prejudicar pessoa alguma minimamente e eliminar da mente qualquer pensamento negativo, fazendo um exercício diário e ter a certeza de que não estamos aqui à toa, mas para cumprir o destino da evolução. Que somos caminhantes, sem dependências ou estabilidades. Quem não percebe isso se torna escravo do desnecessário e polui a mente”.

Autor: Hugo Lapa

Atendimento com Terapia de Vidas Passadas em todo o Brasil.

MAIL: lapapsi@gmail.com

OBS: Este artigo é registrado e não pode ser postado em qualquer meio impresso ou eletrônico sem a prévia autorização da autor. Os infratores estarão sujeitos à penalidade conforme a lei dos direitos autorais.

Read Full Post »

Babaji

 

Um título concedido a um mestre espiritual indiano. O nome ficou mais conhecido após a publicação do livro “Autobiografia de um Iogue” de Paramahansa Yogananda. Babaji é um yogue que se tornou imortal, conhecido como um Cristo-yogue da India. Seu corpo físico se tornou incorruptível graças a práticas de meditação yogue secretas e ao grau de iluminação que ele atingiu. Apesar de Babaji ter sido mais divulgado por yogananda, outros mestres também o mencionam em seus escritos. Babaji é considerado um mestre de Kriya Yoga, e o responsável pelo reaparecimento desta antiga técnica yogue no mundo moderno. Babaji é considerado um grande avatar.

Babaji teria nascido no dia 30 de novembro de 203 D.C. no Sul da India. De acordo com esta estimativa, Babaji teria mais de 1.800 anos de idade. Na época, o menino fora vendido por um bandido após um seqüestro. Mas o comprador gostou do menino, e logo o deixou seguir livre. Já um pouco mais velho, ele viajou pela India e encontrou um grupo de ascetas indianos. Esses ascetas viviam peregrinando e realizando práticas espirituais. Teve oportunidade de estudar as escrituras e se tornou um yogue.

Babaji se tornou discípulo do mestre Boganathar e depois foi enviado ao mestre agastyar. Nessa altura, já tinha sido iniciado na kriya yoga e em suas técnicas secretas. Após um período de dezoito meses de prática intensa, Babaji mergulho num estado de superconsciência que na tradição yoga se denomina “soruba-samadhi”. Por meio deste estado elevadíssimo de consciência, pôde obter a transubstanciação do seu corpo e atingir a imortalidade física e espiritual.

Babaji sempre se manteve em anonimato, trabalhando silenciosamente pelo progresso da humanidade. Segundo yogananda, instrui diretamente um grupo pequeno de yogues altamente desenvolvidos. Diz-se que yogue teria sido o mestre que iniou shankaracharya, um antigo mestre de advaita vedanta. Além disso, teria instruído e iniciado kabir, o grande poeta e místico indiano medieval.

Babaji hoje é um mestre que compõe a hierarquia da Self Realization Fellowship, uma fraternidade espiritual fundada por yogananda que transmite o ensinamento e a iniciação de kriya yoga para o mundo. Graças a Babaji, a ciência da kriya yoga pôde ser conhecida da humanidade nos tempos atuais, pois durante muitos séculos ela ficou esquecida e reduzida a um número bem reduzido de adeptos. Babaji foi também o mestre do mestre do mestre de yogananda. Ou seja, ele treinou larihi mahasaya, que por sua vez treinou sri yukteswar, que por sua vez foi o mestre de yogananda.

 

(HUGO LAPA)

Atendimento com Terapia de Vidas Passadas online por vídeo conferência. Acesse o link “Informações sobre o tratamento com TVP”.

MAIL: lapapsi@gmail.com

Telefone:  (011) 2427 5103 / 9502 2176

OBS: Este artigo é registrado e não pode ser postado em qualquer meio impresso ou eletrônico sem a prévia autorização do autor. Os infratores estarão sujeitos à penalidade conforme a lei dos direitos autorais.

Read Full Post »

Mestre El Morya

 

Mestre El Moria, por vezes chamado de Moria El, ou mesmo Mestre Moria, é um Mestre da Grande Loja Branca. Esse mestre é considerado o “Chohan do primeiro raio”, o raio azul. É denominado por muitos como um mestre ascenso, ou seja, um indivíduo que após um grande número de encarnações conseguiu, por mérito e esforço próprio, atingir um grau de autorrealização máximo para o nosso planeta. Um Mestre ascenso, ou ascensionado, é um ser perfeito que atingiu a iluminação divina.

O Mestre Moria se tornou conhecido do público em geral graças as publicações da Sociedade Teosófica, tendo como figura central a russa Helena Blavatsky. Segundo Blavatsky, o Mestre Moria e o Mestre Kuthumi seriam seus mestres, guias ou gurus, e foram eles os professores espirituais que deram a inspiração necessária para a fundação da moderna Teosofia. Moria e Kuthumi, além de vários outros Mestres, pertenciam a uma plêiade de seres extremamente desenvolvidos que eram conhecidos como Grande Fraternidade Branca. O nome “branca” nada tem a ver com a cor a pele, mas com o grau de pureza das almas que faziam parte desse grupo de seres divinos que ascenderam a realidades além das contingências humanas.

Os contatos desses Mestres com Blavatsky e com outros teosofistas se iniciou no final do século XVIII. A primeira vez que a mística russa encontrou-se com ele contava com apenas 20 anos de idade. Ela estava caminhando em Londres quando observou um grupo de hindus caminhando em visita a corte da Rainha Victoria. Um deles lhe chamou a atenção por seu ar de dignidade e gradeza. Blavatsky prontamente reconheceu seu rosto; era o homem que, desde de tenra infância aparecia para ela em visões interiores e atuava como uma espécie de “protetor” pessoal. Ela então sentiu um impulso de aproximar-se dele e cair a seus pés, louvando aquele grande ser. O mestre pareceu intuir telepaticamente o que ela sentiu vontade de fazer, mas docemente a interrompeu, com um gesto sutil, sinalizando que ela deveria ficar onde estava. Blavatsky então se deteve e acompanhou o grupo de hindus atravessarem a rua diante dela.

Blavatsky sabia que estava diante de uma personalidade sublime. Segundo relatos, parece que Mestre Morya estava com 125 anos naquele corpo físico no período de sua visita à Inglaterra. Mais tarde seres como ele seriam chamados de Mahatmas, ou usando uma palavra sem o recurso do sanscrito, eles foram chamados de Adeptos. Seres perfeitos e absolutamente puros que estavam plenamente libertos da roda dos renascimentos compulsórios e das malezas de Maya, a ilusão cósmica. Mestre Morya fazia parte da irmandade Transhimalaica. Os membros dessa fraternidade dedicam-se com exclusividade ao serviço ininterrupto a favor da evolução da humanidade em todas as áreas.

Tempos depois Blavatsky soube que o Mestre estava desejoso de conhece-la pessoalmente, e que ela teria algumas tarefas a realizar de vastas implicações para a humanidade. Mas para que pudesse desempenhar essa missão, ela deveria passar alguns anos estudando no Tibet como forma de preparar-se para suas futuras realizações. O Mestre deu algumas instruções sobre a criação de uma organização que se chamaria Sociedade Teosófica. Ela mesma seria a fundadora e a líder desse novo movimento espiritual. Blavatsky aceitou essa importante empreitada e partiu para a Índia a fim de iniciar seus trabalhos.

 

(HUGO LAPA)

Atendimento com Terapia de Vidas Passadas em São Paulo.

MAIL: lapapsi@gmail.com

Telefone: (011) 2427 5103 / 9502 2176

OBS: Este artigo é registrado e não pode ser postado em qualquer meio impresso ou eletrônico sem a prévia autorização da autor. Os infratores estarão sujeitos à penalidade conforme a lei dos direitos autorais.


Read Full Post »

Allan Kardec

 

Allan Kardec é o pseudônimo de Hippolyte Léon Denizard Rivail. Nasceu na cidade de Lyon na França, no dia 3 de outubro de 1804. Allan Kardec foi o codificador do Espiritismo. Formou-se na escola de Pestalozzi na Suiça, tornando-se um de seus principais discípulos. Como pedagogo, dedicou-se a democratização da ensino público.

Próximo dos 50 anos de idade, Rivail tomou conhecimento do fenômeno das “mesas girantes”, quando começou a frequentar as reuniões onde estes fenomenos se produziam. Depois de conhecer as várias interpretações do fenomeno, Rivail levantou a hipótese das mesas serem causadas por intervenção de espíritos.

Depois de escrever as Obras Espíritas, sendo a principal delas “O Livro dos Espíritos”, que segundo Kardec, foi ditada pelos próprios espíritos, Rivail adotou o pseudônimo de Allan Kardec, como ficaria conhecido nas gerações futuras.

Dedicou-se nos últimos anos de sua vida à divulgação do Espiritismo, como uma síntese de religião, ciência e filosofia. Sua obra abrange os mais variados temas do conhecimento humano, desde uma nova interpretação da Bíblia e do Cristianismo até a reformulação de conceitos científicos de sua época.

As cinco obras fundamentais que abordam sobre Espiritismo são:

  • O Livro dos Espíritos , em 18 de abril de 1857;
  • O Livro dos Médiuns ou Guia dos Médiuns e dos Evocadores, em janeiro de 1861;
  • O Evangelho segundo o Espiritismo, em abril de 1864;
  • O Céu e o Inferno ou A Justiça Divina Segundo o Espiritismo, em agosto de 1865;
  • A Gênese, Os Milagres e as Predições segundo o Espiritismo, em janeiro de 1868.

Além das Obras Básicas, Allan Kardec publicou obras complementares:

  • Revista Espírita, publicada mensalmente de 1858 a 1869;
  • O Que é o Espiritismo?, em 1859;
  • O Espiritismo em sua Expressão Mais Simples, em 1862;
  • Viagem Espírita de 1862.

A Obra de Kardec teve alguns divulgadores, que foram conhecidos como espíritas famosos, como Alexandre Aksakof, Alfred Russel Wallace, Aristides Spínola, Bezerra de Menezes, Camille Flammarion, Francisco Cândido Xavier, Conan Doyle, Gabriel Delanne, Léon Denis, Carlos Torres Pastorino, Herculano Pires, Victor Hugo, Pietro Ubaldi, dentre outros.

 

(HUGO LAPA)

Atendimento com Terapia de Vidas Passadas em São Paulo.

MAIL: lapapsi@gmail.com

Telefone: (011) 2427 5103 / 9502 2176

OBS: Este artigo é registrado e não pode ser postado em qualquer meio impresso ou eletrônico sem a prévia autorização da autor. Os infratores estarão sujeitos à penalidade conforme a lei dos direitos autorais.

Read Full Post »

Rishis

Rishis são os sábios antigos da Tradição Hindu. Os Rishis foram os compiladores dos textos sagrados do Sanatana-Dharma (Hinduísmo). São seres que difundiram o conhecimento dos antigos para a utilização e o aperfeiçoamento dos povos da Índia e redondezas. Dentre os livros escritos pelos Rishis ou com a ajuda dos Rishis estão o Bhavagad Gita, Os Vedas, Os Upanishads, etc.

 

(HUGO LAPA)

Atendimento com Terapia de Vidas Passadas em São Paulo.

MAIL: lapapsi@gmail.com

Telefone: (011) 2427 5103 / 9502 2176

OBS: Este artigo é registrado e não pode ser postado em qualquer meio impresso ou eletrônico sem a prévia autorização da autor. Os infratores estarão sujeitos à penalidade conforme a lei dos direitos autorais.

 

Read Full Post »

Older Posts »